segunda-feira, 22 de abril de 2013

Valados




Os valados, muros de pedras soltas, habilmente encaixadas por mãos experientes, são comuns em muitas zonas do Algarve, em especial no barrocal. As pedras são encaixadas sucessivamente umas sobre as outras, de maneira que as de cima ficam a “travar” as que estão por baixo. Isto significa que as pedras são encaixadas de forma que algumas ficam transversalmente sobre várias outras e assim, o valado não desmoronará facilmente.
 


A ladear os caminhos e as propriedades, os valados tem como propósito servir de vedação aos terrenos, divisória entre propriedades e outras vezes, servem para segurar as terras nas zonas inclinadas de forma que estas não resvalem para as propriedades contíguas mais baixas. Na maior parte das vezes, os valados foram construídos com as pedras que foram sendo retiradas dos terrenos ao longo dos anos, assim os terrenos ficaram aráveis e ao mesmo tempo construía-se a vedação dos mesmos.
 
 
Há valados de muitas formas, de muitos tamanhos, com muitos aspectos. Uns são mais altos, outros mais baixos, mais largos ou mais estreitos, uns são de pedra dura, outros de pedra caliça, conforme o que havia disponível na zona.
 
 
 
Antigamente, depois das invernias, quando algumas partes dos valados caiam, eram de imediato consertados, “levantava-se o valado” como se dizia. Actualmente, com o abandono do cultivo destes terrenos, já pouca gente se preocupa com isso, os valados vão ficando abandonados assim como a agricultura de sequeiro do Algarve.


Sem comentários:

Enviar um comentário